CONJUNTO RESIDENCIAL EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, 2017

O conjunto de seis edifícios de apartamentos residenciais fica num terreno de uma antiga fazenda que faz divisa com uma reserva de preservação ambiental e um campo de golfe.

A volumetria visa construir um distanciamento entra os blocos, evitando uma massa única cuja escala não condiz com a região. O conjunto se insere na paisagem como um jardim vertical. A sobreposição de lajes horizontais estabelece o ritmo e a composição admite pequenas variações de altura e alternância da posição das pequenas torres. Os edifícios abstratos ganham expressividade com a vegetação.

Os apartamentos são grandes, como casas suspensas, para moradores acostumados a morar em lugares espaçosos. Todo o perímetro é protegido por varandas, adequadas ao clima quente e chuvoso. As plantas funcionam como filtros para o interior.

Um pequeno clube completa o conjunto.

local são josé do rio preto, sp

ano 2017

arquitetura UNA arquitetos: cristiane muniz, fabio valentim, fernanda barbara, fernando viégas

colaboradores  joaquin gak, júlia jabur, larissa urbano, manuela raitelli, marie lartigue, laís labate,